Cálculo de Escada – Como fazer uma escada corretamente!

Cálculo de Escada – Como fazer uma escada corretamente!

4
(4)

Você sabe como calcular uma escada?

Essa é uma etapa importante de toda obra que envolve pavimentos, por isso ser capaz de fazer o cálculo de escada é essencial!

Afinal, não adianta ter um belo projeto arquitetônico, mas a escada pouco funcional, inclinada ou longa demais. Além disso, uma falha nessa fase não é boa para o seu projeto, a sua carreira ou a empresa na qual trabalha.

Publicidade


Por isso, o cálculo de escada merece atenção!

Apesar de gerar muitas dúvidas, quando você aprende, percebe que a operação não é tão difícil, além de ser muito útil.

Afinal, o que é o cálculo de escada?

Você sabe que ele é fundamental à construção civil, mas sabe exatamente no que consiste o cálculo de escada?

Publicidade

Para não restar dúvidas, saiba que esse cálculo permite planejar o(a):

  • Conforto da escada;
  • Quantidade e tamanho de pisos;
  • Número e dimensão de espelhos;
  • Patamares.

Dessa forma, é possível projetar uma escada segura, cômoda e que siga as normas e cálculos vigentes!

Cálculo de Escada

Veja também: Como é feita a planta baixa!



Elementos básicos da escada

Buscando fazer o cálculo de escada é preciso conhecer alguns elementos dessa estrutura. Além dos já citados piso, espelho e patamar, há outros. Confira quais são e no que consiste cada um deles!

1. Piso

Popularmente conhecido como “degrau”, é a base horizontal utilizada de apoio do pé ao subir e descer a escada.

2. Espelho

Sabe aquela superfície vertical entre um piso e outro, onde é comum bater a ponta do pé? Pois essa área é o espelho!

3. Patamar

Às vezes, na escada, há uma base horizontal maior. Portanto, um “piso alongado” no lance de escada. Esse é o patamar!

Ele é característico de mudança de direção ou de escadas elevadas, onde serve como “área de descanso”.

4. Guarda-corpo

É uma espécie de “grade” lateral, que serve de proteção de quem sobe ou desce a escada. Assim, é um elemento de segurança utilizado para minimizar quedas.

5. Corrimão

É a base superior do guarda-corpo, no qual apoia-se a mão na subida ou descida.

Publicidade

Como é feito o cálculo de escada?

Agora que você sabe bem o que é o cálculo de escada e conhece os elementos que constituem essa estrutura, é hora de aprender a calcular!

A operação pode ser dividida em duas etapas:

  • 1ª: determinar o conforto com a fórmula de Blondel;
    2ª: definir o número de pisos, espelhos e patamares.

1ª etapa – Conforto: Fórmula de Blondel

O matemático e arquiteto Nicolas François Blondel descobriu que o passo humano varia entre 63cm e 64cm em caminhada normal.

Porém, ao subir escadas, a marcha diminui segundo a altura do degrau: a cada 1cm que o piso ganha, o passo diminui 2cm.

Assim, Blondel concluiu que o esforço de subir uma escada deve ser equivalente ao passo em caminhada normal. Isso permitiu que ele chegasse ao dimensionamento ideal da escada, ou seja, ao conforto de uma escada.

Portanto, a fórmula de Blondel estabelece a relação perfeita entre a profundidade do piso, a altura do espelho e o passo.

Calcular Escada - Fórmula de Blondel
Fórmula de Blondel – Cálculo de Escada
A fórmula é a seguinte:
63cm ≤ 2E + P ≤ 64cm

Sendo que:

E=espelho
P=Piso

Portanto, o cálculo lê-se:

A soma de 2 espelhos mais a de 1 piso (2E + P) deve ser maior ou igual a 63cm e menor ou igual a 64cm.

Por exemplo: uma escada tem espelho de 18cm. Qual será a altura do piso?

Publicidade

A fim de cálculo, a Fórmula de Blondel é simplificada para 2E+P=64cm.

Assim:

2E+P=64

(2×18)+P=64

36+P=64

P=64-36=28

Logo, o piso terá 28 cm.

Contudo, além do conforto determinado pela Fórmula de Blondel, o piso e o espelho devem levar em consideração as exigências do Corpo de Bombeiros e a ABNT NBR 9050.

Corpo de Bombeiros

As dimensões mínimas de piso estabelecidas pelos Bombeiros variam entre 25cm e 28cm, enquanto o espelho deve ter ao menos 16 cm.

Os números exatos dependem da localidade, por isso consulte a instrução técnica do Corpo de Bombeiros do seu estado.

NBR 9050

A norma brasileira de acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos estabelece que o:

  • Piso deve variar entre 28cm e 32cm;
  • Espelho precisa ter entre 16cm e 18cm.

Dessa maneira, com a Fórmula de Blondel e os requisitos exigidos pelas autoridades competentes, é possível partir ao próximo passo de cálculo de uma escada!

2ª Etapa – Quantidade de pisos, espelhos e patamares

Visando determinar com exatidão o número de pisos, espelhos e patamares, é preciso saber a altura entre um pavimento e outro. Depois disso, o processo é simples. Acompanhe!

Espelhos

Para encontrar o número de espelhos (nE), basta dividir a altura entre os andares (H) pela altura do espelho (E).

Assim:

nE=H/E

Se H=288cm e E=18cm, então:

nE=288/18=16

Portanto, serão 16 espelhos de 18cm cada. Mas e se o resultado do cálculo for fracionado?

Veja outro exemplo, no qual H=300cm e E=18cm:

nE=300/18=16,7=17

Logicamente, não é possível construir 16,7 espelhos, desta forma, arredonda-se. Assim, o resultado deu 17 espelhos de 18cm cada. Porém, esses valores ultrapassam a altura de 300cm, pois 17x18cm=306cm.

Dessa forma, já que o número de espelhos (nE) foi arredondado para 17, o espelho (E) precisa ser recalculado:

E=H/nE

E=300/17=17,6cm

Confira, assim, o nE resulta em um número inteiro:

nE=H/E=300/17,6=17

Assim, com E=17,6cm, aplique a Fórmula de Blondel:

2E+P=64

(2×17,6)+P=64

35,2+P=64

P=64-35,2=28,8=29 cm

Portanto, se E=17,6cm, o piso (P) é 29 cm!

Pisos

No cálculo do número de pisos (nP) da escada, basta diminuir 1 do número de espelhos (nE):

nP=nE-1

Assim, no exemplo de nE=17:

nP=17-1=16

Patamares

Nem toda escada tem patamar. Ele é indicado para lances superiores a 2,90m e deve ter a largura da escada, no mínimo.

Assim, em uma escada de 1,20m de largura, o patamar precisa medir, ao menos, esse mesmo tamanho.

E como ele é um “piso alongado”, está incluso no cálculo do número de pisos.

DICA: Confira os modelos de casas modernas e inspire-se!

Publicidade

Largura

O cálculo de escada não determina a largura, porque ela também depende de regras do Corpo de Bombeiros de cada estado e de uma norma. No caso, a NBR 9077, que trata de Saídas de Emergência em Edificações.

Ela estabelece que a largura é proporcional ao número de pessoas que passam pela escada em caso de emergência. Desse modo, a largura varia.

Por exemplo, em um imóvel residencial onde vive uma única família, como uma casa ou sobrado, a largura mínima é de 80cm.

Pode parecer complicado, mas com a prática, o cálculo de escada e as normas para esse tipo de estrutura logo são memorizados!

Ficou com alguma dúvida de como fazer o cálculo de escada? Então deixe nos comentários que iremos lhe ajudar!

O que achou desta matéria?

Clique para avaliar!

Avaliação média 4 / 5. Votos: 4