Cimento queimado: Toque de modernidade

Cimento queimado: Toque de modernidade

5
(3)

Precisando inovar, mas não quer gastar muito? Já pensou em usar cimento queimado?

O acabamento em cimento queimado, só para exemplificar é na realidade uma simples aplicação  de  pó de cimento seco sobre uma argamassa úmida, ou ainda diretamente sobre um contrapiso, neste último, se diferencia apenas pela mistura da água no pó de cimento formando uma pasta.

cimento queimado
Cimento Queimado
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Esse antigo método de  acabamento, principalmente usado para reduzir custos, inevitavelmente vem sendo empregado com a finalidade de apresentar um toque  de elegância em residências e estabelecimentos.

Publicidade


cimento queimado
Escadas e paredes
Fonte: Pixabay (www.pixabay.com)

Em resumo, a areia, o cimento  e a água são basicamente seus componentes, porém não se engane! Não é tão fácil como parece. Desse modo vamos passo a passo:

Como fazer um piso de Cimento Queimado

Antes de mais nada é necessária a contratação de profissionais com experiência nesse processo. Porquanto, o que se pode notar nos dias de hoje,  são as inúmeras receitas de como realizar o trabalho.

Publicidade

Pois sendo a teoria relativamente simples, muitos aceitam o serviço. Ao passo que no fim, por não conhecerem, mesmo que tão simples, todas as etapas necessárias para garantir o acabamento desejado, por fim terminam por entregar um produto aquém do desejado.

O que parece simples pode vir a causar transtornos em uma obra. Os retrabalhos que uma aplicação errada do cimento queimado, ou mesmo do contrapiso ou da argamassa, além do tempo perdido, afetarão substancialmente o valor da mesma.

Portanto, não apenas para os profissionais que desejam iniciar trabalhos em cimento queimado, mas da mesma forma para os contratantes do serviço, cabe conhecer um pouco mais dos seus componentes e principalmente alguns detalhes que farão toda a diferença:



Passo 1: Contrapiso

O contrapiso pode ser de qualquer material, concreto bruto, azulejos ou lajes. Conquanto, ambos precisam apresentar a superfície nivelada, contundo levemente áspera, motivo pelo qual a argamassa primordialmente irá aderir com maior facilidade evitando assim problemas futuros.

cimento queimado
Aplicação de argamassa sobre o contrapiso
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Passo 2: Argamassa

A argamassa é uma mistura de água, cimento e areia. Geralmente usando um traço de 1:3 (uma porção de cimento para  3 porções iguais de areia). Posteriormente quando a mistura estiver homogênea, a composição ainda precisará de água para completar o processo.

cimento queiamdo
Nivelamento da Argamassa
Fonte: Pixabay ( www.pixabay.com )

Logo depois de aplicada a  argamassa a mesma deverá ser desempenada, buscando o máximo nivelamento possível. A utilização de uma régua metálica atende esse objetivo.

Você sabe o porquê de se misturar a areia e a água no cimento? 

“Há mais de um século foi descoberto que a água aumentava a vida útil do cimento, além do que, ainda participava do seu processo de compressão e resistência mecânica.

Completando a mistura, a areia por ser um material inativo, impede que a umidade escape da reação. A água não reage quimicamente no cimento, portanto ela contribui evitando o aparecimento de trincas e as temidas rachaduras.”

Passo 3: Pó de Cimento

Sem dúvida o cimento está entre os  principais componentes quando o assunto é construção. Sua composição básica é a seguinte:

  • Argila
  • Pedra de Gesso
  • Calcário
  • Óxido de ferro
  • Alumínio
cimento queimado
Aplicando pó de cimento em piso pré-preparado 
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

O pó de cimento pode ser aplicado seco diretamente na argamassa úmida ou na forma de pasta (cimento e água) sobre os mais diversos tipos de contrapisos.

Utiliza-se uma desempenadeira de aço lisa na aplicação do cimento.

Publicidade

A pasta não deve possuir mais de 3 mm de espessura e se aconselha usá-la quando o contrapiso apresentar acabamento próximo ao que seria feito na argamassa.

A aplicação do pó de cimento dará forma ao acabamento sendo chamada de queima (o que nada tem a ver com seu nome, visto que não são utilizados maçaricos ou nenhum tipo de equipamento de emissão de calor).

Evitando as temidas rachaduras

Claro que de nada irá adiantar aplicar um procedimento que mesmo sendo barato, busca atingir um alto padrão de qualidade, caso não sejam aplicados alguns cuidados especiais.

Para tanto alguns truques são essenciais:

  • Limpar o contrapiso. Gorduras e sólidos dispersos prejudicam a interação da argamassa;
  • A argamassa deve estar úmida;
  • Desempenadeira nova e de aço;
  • Realizar a cura com a mistura úmida evitando raios solares e ventos nas primeiras 72 horas;
  • Molhar o piso a cada 8 horas durante 4 dias;
  • Juntas de dilatação a cada 2 m;
  • Aplicar resina impermeabilizante a base de solvente;
  • Escolher dias de baixa umidade para o processo de cura.
cimento queimado
Rachaduras e trincas no cimento queimado
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Vantagens

A versatilidade do cimento queimado poderia ser a sua maior vantagem, presumindo-se  não levar em conta o seu baixo custo e muito menos a sua durabilidade que é altíssima.

Outrossim, significa dizer que o cimento queimado pode ser aplicado em paredes, tetos e bancadas e com a utilização de pigmentos, diversas texturas e cores podem ser manipulados.

cimento queimado
Piso e bancada em cimento queimado texturizados
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Outra característica é sua resposta contra ações mecânicas, ou seja, batidas, calçados de salto alto, arraste de cadeiras, etc.

Com a correta utilização dos vernizes impermeabilizantes, o cimento queimado similarmente abrangerá as áreas externas com as mesmas propriedades.

Desvantagens

Possíveis trincas devido as variações de temperatura inesperadamente podem surgir.

Por ser uma superfície porosa, a falta de manutenção pode causar o aparecimento de manchas devido a absorção de umidade.

Publicidade

E quando molhado o acabamento de cimento queimado torna-se muito liso. Portanto aconselha-se a não o utilizar em bordas de piscinas e banheiros.

Também deve se considerar a questão térmica, isto é, o piso de cimento queimado tende a deixar o ambiante mais gélido.

No entanto algumas desvantagens tornam o cimento queimado ainda mais atrativo. Basta saber por exemplo que trincas são diferentes de rachaduras. As rachaduras são profundas e surgem devido a problemas técnicos na fabricação e cura do piso, todavia as trincas podem ocorrer pela simples dilatação.

As juntas tendem a minimizar esse problema, no entanto, muitas vezes não há nada o que fazer, aliás, apenas apreciar que as trincas deram um charme a mais na rusticidade do piso.

Manutenção e Limpeza

Aqui está o segredo da longevidade do cimento queimado. 

A manutenção já deve iniciar logo depois da cura do piso com a aplicação de duas de mão de uma resina impermeabilizante, com intervalo de 12 horas. Ainda assim deve ser refeita a cada 3 anos.

Além disso existe a possibilidade de simplesmente passar cera ou verniz uma vez por semana. Entretanto aumenta a mão de obra, por consequência os gastos com a manutenção.

Em caso de aparecimento de manchas, uma lixa fina pode ser usada para removê-las.

Assim sendo a limpeza é muito simples: Utiliza-se água morna e sabão neutro. Nunca substâncias removedoras ou abrasivas e jamais deixe o piso molhado por muito tempo, isso permite que outras sujeiras se acumulem e posteriormente se fixem na sua superfície.

10 Exemplos de como utilizar o cimento queimado

1 – Áreas Comerciais

Os supermercados são bons exemplos de locais nos quais o cimento queimado contribui na manutenção da  limpeza. Outro ponto forte é a resistência a arrastes e batidas, visto que é comum a movimentação de itens pesados nesse tipo de estabelecimento.

cimento queimado
Acabamento de cimento queimado para piso comercial
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

2 – Estacionamentos

O acabamento em cimento, não apenas garante a vida útil do piso, como também interage com as mais diversas formas construtivas, dessa forma, atendendo em muitos aspectos as necessidades arquitetônicas.

cimento queimado
Estacionamento
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

3 – Banheiros

E quando o assunto é designer! Muitas são as possibilidades de aplicação dessa técnica. Paredes de banheiros, ou simples detalhes, podem fazer a diferença.

cimento queimado
Acabamento rústico em parede de banheiros
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

4 – Racks e Bancadas

São inúmeras as técnicas que podem ser aplicadas no cimento, desde variações de pigmentação até as resinas vitrificantes, assim sendo, bancadas e racks com esse tipo de acabamento podem se tornar móveis de alto padrão estético e financeiro.

cimento queimado
Racks e bancadas
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

5 – Pisos cobreados – Rusticidade e elegância

A utilização dessas técnicas com cimento queimado remonta as antigas residências rurais, tons acobreados são sem dúvida uma bela opção. Esses pigmentos podem ser adquiridos em casas de materiais de construção, assim como o tradicional vermelhão.

cimento queimado
Utilização de pigmentação – Tons de cobre
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

6 – Áreas Externas

Nas áreas não cobertas, o grande problema é que em contato com a água o piso ficará muito escorregadio, mas em locais onde existam alpendres(cobertura), nada impede sua fabricação.

cimento queimado
Calçadas cobertas
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

7 – Muros e fachadas

Ao contrário das calçadas que ficam lisas e podem causar acidentes, os muros e fachadas não sofrem desse problema. O cimento queimado nesses casos, pode ser empregado, pois a economia com revestimentos é sempre bem vinda!

cimento queimado
Acabamento em fachadas
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

8 – Mesas

A mesas são uma característica a parte! Sejam em cimento bruto ou texturizadas, elas conseguem deixar qualquer ambiente mais elegante, mesmo quando algumas rachaduras ocorrem!

cimento queimado
Mesas rústicas
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

9 – Móveis acoplados

Nada mais são do que a criatividade de se aplicar o cimento queimado em lugares inusitados. Pisas, mesas, bancadas, prateleiras, a imaginação é o limite.

cimento queimado
Móveis acoplados 
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

10 – Trabalhos artísticos

Não bastariam apenas calçadas, paredes e mesas! Outrossim, como tudo que se pode utilizar para a construção, o cimento queimado também faz parte do mundo das artes contemporâneas.

cimento queimado
Trabalhos artísticos
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Em fim! Inúmeras são as aplicações quando o assunto é o cimento queimado. De fato, ele que deixa de ser um simples processo de redução de custos, pelo contrário, ocupa agora lugar de destaque nas construções onde se buscava de fato a conciliação entre o antigo e o moderno.

Saindo da construção informal, mas nunca perdendo sua origem, esse trabalho artesanal conquistou adeptos e ganhou as graças de renomados arquitetos e designers.

E é justamente por ser um trabalho artesanal que a contratação de profissionais com experiência, sem dúvida será o ponto chave na concretização de  todas as expectativas para com  processo.

Publicidade

Para enriquecer ainda mais o assunto, descreva sua experiência! Ou mesmo, deixe sua dúvida! Vamos responder o mais breve possível.

O que achou desta matéria?

Clique para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Votos: 3