Piso de Porcelanato Líquido

Porcelanato Líquido – Entenda tudo que é precisa saber antes de escolher esse processo de acabamento.

O piso de porcelanato líquido na verdade não é feito de porcelanato, e sim a base de uma resina que pode ser de epóxi, poliuretano ou uretano. Trata-se de um piso monolítico, isto é, não possui rejuntes, emendas ou desníveis. Por consequência apresenta um acabamento espelhado, tornando-se um bela opção desde que bem executado.

porcelanato líquido
Piso em porcelanato líquido
Fonte: Flickr ( www.flickr.com )

Com efeito, o que acontece é que as resinas utilizadas para formar o porcelanato líquido, criam uma estrutura monolítica sem repartições ou juntas, unindo vários ambientes, além disso proporcionam as mais diversas cores e formas como veremos a seguir.

Resinas autonivelantes

1 – Epóxi

Para se aplicar a essa resina, primeiramente a superfície deve estar limpa e sem umidade. Por isso ela pode ser usada praticamente sobre quase todo o tipo de acabamento, novo ou antigo.

porcelanato líquido
Diversidade no acabamento final
Fonte: Flickr (www.flickr.com)

Porém, no caso de pisos de porcelanato ou cerâmicos, basta limpar a superfície.

Contrapisos de concreto devem ser nivelados e curados durante 30 dias antes de se trabalhar com o piso de porcelanato líquido, por fim, ainda será preciso lixá-lo para aumentar sua aderência.

O piso de porcelanato líquido à base de epóxi pode ser aplicado em quase todos os tipos de contrapisos, contudo, quando a intenção é buscar novas aparências, basta lembrar que a resina é transparente e hoje em dia, não apenas existem os mais diversos tipos de adesivos para aderir ao piso de epóxi, como também é possível integrar objetos e cores na resina.

Sobre o processo de aplicação

O processo propriamente dito consiste na utilização de 0,5 mm de um primer 24 horas antes de despejar a resina. Uma desempenadeira lisa pode ser utilizada.

Depois de seco, mesmo assim o prime deverá ser lixado, isso irá garantir, além da fixação entre o substrato e o epóxi, a resistência mecânica da mistura após sua cura.

Em segundo lugar, a mistura é colocada com ajuda de uma espátula dentada. Esta que regulada para 2 mm, ajudará a nivelar mais rapidamente o epóxi.

Exatamente neste ponto, uma janela de 30 minutos se abre até o início da cura.

Por último, e não menos importante, é utilizado um rolo fura bolhas, ou seja, ele irá retirar as concentrações de ar que poderiam causar danos no acabamento final.

Inclusive os profissionais que atendem os requisitos de qualidade utilizam sapatilhas especiais, com solado em forma de pregos. Ao caminhar, as pontas fina vão perfurando o piso, no entanto rapidamente vão sendo preenchidas.

No prazo de 2 dias o piso já suporta o peso de uma pessoa caminhando, e em 4 dias estará completamente pronto para receber móveis.

Vantagens

  • Esse tipo de porcelanato líquido apresenta uniformidade em toda a sua extensão;
  • Sem acúmulo de sujeiras ou entulhos na sua fabricação;
  • A impermeabilidade facilita sua limpeza, dificultando o acúmulo de sujeiras e microrganismos;
  • Facilidade em desenvolver texturas e até mesmo imagens em 3D;
  • Resistência mecânica muito superior aos pisos convencionais.

Desvantagens

  • Sem proteção contra a radiação ultravioleta;
  • Aplicado apenas em áreas cobertas.

2 – Poliuretano

O porcelanato líquido com resina de Poliuretano atende muito bem os setores residencias, comercias e industriais. Sua aplicação geralmente é usada em hospitais, empresas alimentícias, laboratórios, entre outros.

porcelanato líquido
Resina de poliuretano
Fonte: Flickr (www.flickr.com)

Aplicando  a resina a base de poliuretano

Todo cuidado é pouco quando se trabalha o piso de porcelanato liso. Primeiramente a principal etapa, assim como no epóxi é a limpeza, a qual deve garantir total eliminação de resíduos sólidos e umidade.

Diferentemente de outros processos, as imperfeições precisam antes de mais nada serem tratadas, e no caso do poliuretano, um rejunte a base de epóxi é usado. Desta forma as juntas e imperfeições são niveladas.

Em seguida, utiliza-se um pano umedecido para retirar o excesso do epóxi de rejunte. Por fim o substrato estará pronto para a próxima etapa.

O poliuretano também precisa de primer no processo de aderência na resina. Podendo a aplicação ocorrer logo em seguida, utilizando-se um rolo ou pincel em uma única de mão.

A espessura pode variar, no entanto toma-se por base 0,5 mm, da mesma forma que no piso epóxi.

Por fim, terminado a etapa de preparação do substrato, é preciso aguardar 6 horas até que o primer esteja seco.

Utilizando um rolo de pintura novo e resistente a solventes, a primeira de mão é pintada. É primordial ter em mente que interromper o processo de pintura do poliuretano acarretará em nítidas separações do piso, pois o propósito é justamente o contrário, um piso uniforme.

Após 12 horas aplica-se a segunda de mão.

Vantagens

  • Resistência aos raios ultravioletas;
  • Muito utilizado em áreas externas;
  • Uniformidade no acabamento;
  • Proteção contra agentes químicos, sujeiras e microrganismos;
  • impermeável;
  • Resistente a abrasões e impactos de médio porte;
  • Reduz a vibração de máquinas e equipamentos;
  • Abaixa o coeficiente de atrito da superfície, isto é, as cargas não deslizam tão facilmente;
  • Resiste a grandes variações de temperatura( -30°C até 90°C).

Desvantagens

  • Disponível apenas nas cores branca, bege e cinza;
  • Não permite a utilização de adesivos e texturas

3 – Uretânica

A resina uretânica é um tricomponente com base em Poliuretano vegetal e água, no entanto, ao contrário do piso de poliuretano propriamente dito, a sua composição esta isenta de solvente, dessa forma a mistura não possui cheiro.

Em suma, na categoria dos pisos resinados, o uretano é o que apresenta maior resistência química e mecânica, além disso, possuiu o melhor custo benefício quando é necessário atingir com segurança essas características.

porcelanato líquido
Resina à base de Uretano
Fonte: Pexels (www.pexels.com)

Fabricando o piso

Após a mistura dos produtos, o ”pot life”( tempo de manuseio) é menor se comparado a outras misturas. Utiliza-se uma desempenadeira de aço e um rolo dentado na aplicação, a qual ocorre de uma só vez. Atingindo a espessura entre 4 a 8 mm.

Por ser autonivelante, o tempo reduzido de cura é compensado, e as imperfeições são rapidamente niveladas.

Em contrapartida, isso torna a sua execução mais rápida, portanto, a mão de obra necessita de melhor qualificação.

Terminado a aplicação, o piso estará disponível para uso em 12 horas.

Vantagens

  • Possui a maior resistência mecânica e química se comparado a outros pisos à base de resina;
  • Totalmente impermeável;
  • Monolítico, ou seja, não possui juntas;
  • Resistente a grandes variações de temperatura (-90°C até 120°C);
  • Sua aplicação pode ocorrer em ambientes extremos, à  temperaturas abaixo de zero, ( até- 40°C);
  • Totalmente asséptico e atóxico;
  • Acabamento final antiderrapante;
  • Pode -se utilizar jatos de pressão na limpeza do piso à temperatura de até 120°C.

Desvantagens

  • O pouco tempo de manuseio após feita a mistura, inegavelmente irá exigir que os aplicadores do produto sejam experientes e possam resolver rapidamente qualquer imprevisto.
  • Sua aparência final é fosca, isto é, menos brilho, mas, comparando-se aos demais pisos de porcelanato líquido.

Durabilidade e Manutenção

A durabilidade dos pisos de porcelanato líquido é sem dúvida alguma seu ponto forte. Desta forma, as características apresentadas fazem desse tipo de revestimento a escolha correta quando o assunto é tempo.

A manutenção é realizada utilizando-de água fria e sabão neutro. No caso das resinas de PU e Epóxi.

Nos pisos de porcelanato líquido de Uretano, da mesma forma a água é utilizada na limpeza, todavia com jatos à temperaturas até 120°C, que prejudicariam o acabamento dos pisos de porcelanato líquido, a saber, nada fazem na sua superfície.

Quanto custa aplicar um piso de porcelanato líquido?

porcelanato líquido
Resina epóxi
Fonte: flickr ( www.flickr.com )

Para responder a isso, primeiramente é preciso saber qual é o resultado esperado e por fim qual será a finalidade que o piso de porcelanato líquido deve suprir.

Desse modo os resultados esperados definem os valores, e portanto, ajudam na escolha apropriada de qual porcelanato líquido aplicar.

Os preços, logo após a escolha do acabamento, tendem a variar entre R$ 150,00 a R$ 300,00 reais o metro quadrado. Partindo do epóxi, poliuretano e uretano nessa ordem.

Seja como for, o mais importante é saber o motivo pelo qual se esta escolhendo o piso de porcelanato líquido, somente dessa forma se poderá analisar corretamente seu custo benefício.

Gostou? Deixe seu comentário ou suas dúvidas, vamos responder a todas!

1 comentário em “Piso de Porcelanato Líquido”

Deixe um comentário