O que é e como é feita a laje?

O que é e como é feita a laje?

A laje sem nenhuma dúvida é um dos componentes principais em uma construção e  requer atenção redobrada tanto nos cálculos necessário quanto na sua execução.

A Laje é uma estrutura formada por concreto e aço que pode assumir diversas formas de acordo com a sua aplicação. Elas é a responsável pela distribuição do peso, ou seja, é sobre a laje que estarão dispostos os móveis, máquinas, mas principalmente as pessoas.

laje
Concretagem da laje
Fonte: study (study.com)

Ela redistribui essas cargas em sentido às vigas, em seguida as mesmas se redirecionam para os pilares.

Publicidade


Tipos de lajes

As construções exigirão lajes específicas e pré-dimensionadas para cada caso. A seguir os principais modelos de lajes:

1 – Moldadas na Obra

1.1 – Laje Maciça

A laje maciça é predominantemente a mais comum. Fabricada no próprio conteiro de obras, ela é geralmente usada em pequenos vãos, normalmente em residências.

Publicidade

Sua execução parte da montagem de formas de madeiras, onde é alocada a ferragem e posteriormente lançado o concreto, ficando em torno de 7  a 15 centímetros de espessura.

Esse tipo de laje não necessita de mão de obra qualificada, diferente da aplicação de argamassa, no entanto, a quantidade de concreto lançado na sua forma é maior que em todos os outros processos.

Inclusive a quantidade de material das vigas e pilares, uma vez que o peso da laje é superior, também será maior.



1.2 – Laje Cogumelo

Ao contrário da laje maciça, que é apoiada em vigas ela fica diretamente ligada aos pilares através de pontos chamados capitéis.

A definição de laje cogumelo vem da sua forma, os pontos de ligação tendem a ficar com essa aparência.

Esse tipo de aplicação elimina das obras as vigas transversais, que ocupam espaço e diminuem a iluminação.

Porém elas são muito mais caras que os outros formatos. Além de precisarem de mão de obra especializada.

1.3 – Laje Nervurada

A laje nervurada é composta por um conjunto de vigas em formato de “T”, usadas quando há a necessidade de se vencer grandes vãos evitando assim vigas e pilares.

O segredo dessa laje são as nervuras formadas por moldes especiais, que eliminam parte do material.

As nervuras acabam deixando espaços vazios e consequentemente baixando o peso próprio da laje.

Publicidade

A mesa formada pelo formato em “T” sofre a compressão e as nervuras os esforços de tração.

Os espaços vazios ainda podem ser preenchidos com materiais inertes, todavia apenas para fins de acabamento.

2 – Pré-fabricadas/Pré-moldadas

2.1 – Lajes Treliçadas

A laje treliçada é formada por vigotes de concreto onde estão fixas armaduras de ferro redondo em formato de treliças.

As vigotes são posicionados como uma laje nervurada, deixando espaços vazios que serão preenchidos por tavelas cerâmicas ou isopor.

Semelhantemente ainda exite a opção de placas treliçadas, outrossim, nada mais é do que o vigote mais largo.

Nesse modelo a parte inferior da laje fica totalmente fechada pelo vigote, o que pode vir a facilitar o revestimento final.

O processo de treliças nas lajes, além de diminuir o peso da mesma, evita o excesso de resíduos na obra.

As lajes treliçadas podem alcançar vãos de até 15 metros.

2.2 – Laje Alveolar

O modelo de laje alveolar pode alcançar vãos superiores a 20 metros. Internamente possui cabos de aço tracionados e aberturas longitudinais.

Trata-se de grandes estruturas, nesse caso a movimentação é feita por guindastes.

Publicidade

Esse formato de laje permite que o tempo de trabalho no canteiro de obras seja calculado com mais precisão, já que as placas são fabricadas sob encomenda e a colocação é muita rápida.

Passo a passo para fabricar a sua laje

laje
Concreto usinado
Fonte: exaktime ( www.exaktime.com )

Vamos tratar aqui dos passos na fabricação de lajes pré-moldadas tendo como base as lajes treliçadas.

As seguinte etapas devem ser seguidas:

  1. Escoramento: Antes de posicionar os vigotes, um escoramento de madeira deve ser arrumado, desta forma a laje pré-fabricada é alocada sobre esse escoramento e permanecerá ali até a cura do concreto;
  2. Contra-flecha: No momento em que o escoramento está sendo executado, o projeto pode solicitar uma contra-flecha, por analogia, a base de madeira de espera da laje terá a forma de arco, ou seja, uma medida contraria a carga que ela receberá;
  3. Montagem da laje: A montagem do vigotes é simples e realizada de acordo com o projeto técnico;
  4. Nervura de travamento: Quando o vão for superior a 4 metros, o projeto exigirá um treliçado a mais no local das tavelas e em sentido contrário;
  5. Armadura de distribuição: É o posicionamento da ferragem, novamente de acordo com o projeto, em sentindo transversal aos vigotes.
  6. Ferragem negativa: De conformidade com as solicitações a ferragem negativa é posicionada paralelamente as vigas;
  7. Concretagem: Por fim, após molhar muito bem as tavelas e vigotes, afim de evitar que eles absorvam a aguá do concreto, o mesmo pode ser espalhado tomando-se o cuidado de preencher todos os espaços vazios.
  8. Tempo de cura: Durante 5 a 7 dias é primordial que a laje seja molhada, lembrando que o concreto possui tempo de cura e não de secagem.

Quanto custa?

Agora é o momento de saber quanto custa uma laje!

laje
Preparação da laje
Fonte: commons ( commons.wikimedia.org )

Existem uma quantidade enorme de fabricantes, em outras palavras, dessa maneira os preços também variam de fornecedor à fornecedor.

Principalmente nas lajes pré-fabricadas de grande porte, pois nestes os preços tendem a se alterar em virtude de cada projeto.

Nas lajes treliçadas, no entanto, os valores chegam a ficar entre R$ 25,00 e R$ 30,00 reais.

Em seguida temos as malhas de aço em torno de R$ 35,00 a peça de 0,15 cm x 0,15 cm.

Em resumo, o concreto usinado vai custar aproximadamente R$ 300,00 reais.

Alguma dúvida ainda para escolher a sua laje? Deixe sua pergunta, vamos responder e orientá-lo(a) da melhor forma possível.

O que achou desta matéria?

Clique para avaliar!

Avaliação média / 5. Votos: